exemplo

No post passado, tratei de um caso muito comum em projetos de automação que não são bem planejados e implementados (leia o post) . Recebi ótimas mensagens complementares ao tema e, por isso, resolvi estender o assunto.

Em uma dessas mensagens, um profissional* me indicava a resposta que ele daria àquele cliente: “pior do que isso, seria se vocês não fizessem nada”. Sim, realmente não fazer nada e não buscar ajuda seria o pior cenário. Parece fácil entender e concordar com isso, certo? Todavia, não tomar nenhuma ação acaba por ser uma opção muito comum na vida do executivo. São várias as causas (e desculpas) para esta inércia:

Leia Mais..